×
SESC

02 Set 2017 17h19

Campanha E a Vida Continua...

 A Doutrina Espírita e o Dia dos Mortos





 “[...] Aproveitar a oportunidade do sepultamento para orar, ou discorrer sem afetação, quando chamado a isso, sobre a imortalidade da alma e sobre o valor da existência humana. A morte exprime realidade quase totalmente incompreendida na Terra. [...]” (André Luiz, Conduta Espírita, lição 36)
 
“[...] aí está o Espiritismo a dissipar toda incerteza com relação ao futuro, por meio de provas materiais que dá da sobrevivência da alma e da existência dos seres de além-túmulo. [...].” Allan Kardec (OESE, Cap. XXVIII prefácio do item 62)
 
 
Quando acontece?
 
 
Ocorre no dia 2 de novembro, Dia dos Finados, com a participação de trabalhadores espíritas, distribuídos em várias comissões, para levar o consolo e o esclarecimento sobre a imortalidade da alma. Nessa data, diversas atividades espíritas são realizadas nos cemitérios.
 
 
Quais são os objetivos?
 
 
1- Divulgar a Doutrina Espírita nos cemitérios, levando o esclarecimento e o consolo aos que perderam entes queridos.
 
2- Esclarecer que após o desencarne, retornamos ao mundo espiritual.
 
3- Elucidar que a morte do corpo físico não representa a separação eterna.
 
4- Estimular a prece, como ação consoladora e terapêutica.
 
 
Sugestão de atividades:
 
 
1- Divulgação e distribuição de mensagens nas proximidades e entradas dos cemitérios.
 
2- Realização de palestras para adultos sobre a imortalidade da alma.
 
3- Exposição de mensagens faladas de Chico Xavier.
 
4- Apresentação de aulas infantis, também envolvendo o tema imortalidade da alma.
 
5- Exposição de livros espíritas para venda e doação.
 
6- Realização de cultos nos túmulos e velórios.
 
7- Participação de violeiros, cantando músicas espíritas nos velórios, cultos e na Tenda, local de referência do grupo.