×
SESC

02 Set 2017 17h54

Campanha de prevenção ao suicídio Camilo Castelo Branco

  


Você já conversou com alguém hoje, dizendo que vale a pena viver a vida?

Reflita sobre a alegria de viver!

"Cada dia é uma bênção nova que Deus te concede, dando-te prova de amor. Acompanha a sucessão das horas cultivando otimismo e bem estar." (Joanna de Ângelis. Vida feliz. Psicografia de Divaldo P. Franco.17.Ed. Lição I).

Sobre a Campanha

É uma atividade de divulgação da Doutrina Espírita realizada em unidades de saúde, lar de crianças e idosos, locais onde as pessoas estão sujeitas a depressão e em locais de grande fluxo de pessoas, tais como: rodoviárias, avenidas, feiras, praças, etc.

A Campanha realiza várias atividades que objetivam evidenciar a alegria de viver, trazendo a compreensão de que as provas da vida são sublimes lições que bem suportadas nos conduzem a paz interior.

 

 

Objetivos:

  • Esclarecer a comunidade em geral acerca do Suicídio e suas consequências para a alma imortal, gerando consequente valorização e respeito à vida.
  • Reconhecer a vida na Terra como abençoada oportunidade para o crescimento moral e espiritual para o indivíduo.
  • Despertar para a alegria de viver através do estudo do Espiritismo e da prática da caridade.
  • Propor a Reforma Intima, como método eficaz de sustentação para a vida.


Como realizar a Campanha Planejamento


Nesse momento é necessário levantar as providencias necessárias, para a realização da Campanha: 

  • Definir o local onde será realizada a Campanha.
  • Providenciar as autorizações necessárias dos locais onde será realizada a Campanha.
  • Fazer levantamento dos pontos que precisam de energia elétrica.
  • Providenciar os equipamentos necessários (computador, caixa de som, extensão, projetor, etc.).
  • Importante listar e checar todos os equipamentos necessários.
  • Verificar se será necessário o transporte de materiais e pessoas.
  • Visitar o local antes, constate se os espaços são suficientes para realização das atividades.


Para aplicar a palestra pública, providencie:

  • Planejamento de palestra, slides, e outros materiais que forem necessários.
  • Convidar trabalhadores de outras Casas Espíritas para participar da Campanha.
  • Providenciar os materiais necessários: cartaz, boletim, folder, etc., para divulgar a Campanha.
  • Definir as ferramentas de divulgação: Site, cartazes, TV, outdoors, facebook, whatsApp, etc.
  • Prever os gastos, sendo possível promover o rateio com as Casas Espíritas participantes.
  • Prever a realização de um café da manhã para os participantes.
  • Definir plano de metas, perante as equipes de trabalho, com prazo e responsabilidade definidos.

 

Materiais de trabalho:

  • Mensagens
  • Cartazes.
  • Fitas adesivas.
  • Adesivos.
  • Colantes.
  • Faixas.
  • Banners.
  • Autorização dos locais (por escrito).
  • Material para palestra adulto: plano de palestra, slides, notebook, projeto, TV, etc.
  • Material para evangelização de crianças: boneco, fantoche, etc.
  • Vídeos.
  • Água fluidificada.
  • Crachás.
  • Caneta, pasta e relatórios.
  • Tendas.
  • Cadeiras.

Conduta do trabalhador

“O Caravaneiro em seu trabalho é muito observado, não só no plano material, como no espiritual, e por isso deverá portar-se de maneira gentil e educada, trajando-se com decência e sobriedade, pés calçados convenientemente, evitando brincadeiras, não entrando em bares, etc. Não comprando nada, nem mesmo cafezinho; se sentir sede, deverá buscar a água em algum lar simpático à Doutrina ou em um lar amigo. Evitar conversas inúteis e estranhas ao movimento e aglomeração em esquinas. Se encontrar um amigo ou parente na rua ou em casa, limitar-se ao cumprimento fraternal, abstendo-se de conversas ou negócios, a fim de não prejudicar a sequência do trabalho [...].” (Bases e regulamento da Campanha de Fraternidade Auta de Souza. 2.Ed. P.37).


Equipes de trabalho:

  • Coordenação geral – planeja, orienta e coordena as ações das equipes de trabalho.
  • Secretaria – recepciona, realiza o cadastramento dos trabalhadores e produz todos os relatórios necessários à gestão da Campanha.
  • Divulgação – visita e convida outras Casas Espíritas para participarem da Campanha. No dia do evento realiza a distribuição de mensagens.
  • Faixas e banners – Identifica os melhores locais, para realizar a exposição de faixas e banners no dia do evento.
  • Alimentação – prepara o café da manhã para os trabalhadores.
  • Caridade – Arrecada e organiza lanches a serem doados quando a atividade é realizada em unidades de saúde. Convida profissional para aferir a pressão, quando atividade é realizada em outros ambientes de grande circulação.
  • Alegria cristã – proporciona harmonização e alegria do trabalhador.
  • Comunicação social – envia release aos veículos de comunicação de massa, divulgando a Campanha e no dia do evento, registra as ações da Campanha por meio de fotos e filmagem.
  • Transporte – realiza o transporte de trabalhadores e de materiais.
  • Mediunidade – Antes das atividades de rua, realiza a vibração pelas ações e aplica o passe magnético.
  • Distribuição de mensagens nas ruas – entrega mensagens espíritas nas ruas sobre a temática da Campanha.
  • Afixação de cartazes – afixa cartazes e distribui outros materiais (adesivo, colantes, etc.) nos comércios e outros locais com concentração de pessoas.
  • Livro Espírita – monta a banca do livro Espírita, com a finalidade de vender, doar ou emprestar títulos que tratam de assuntos pertinentes à Campanha.
  • Áudio e vídeo – monta uma estrutura de áudio e vídeo (TV, aparelho DVD, caixa de som, microfone, etc.), para passar vídeos condizentes à Campanha.
  • Exposição de faixas – divulga a Campanha, por meio de faixas levantadas nos semáforos.
  • Palestras para adultos - Prepara e realiza palestra aos adultos. Temas sugeridos: Alegria de viver-  Prevenção ao suicídio, Combate à depressão, Combate à ansiedade e A morte não existe.
  • Evangelização infantil - Prepara e realiza aula, oficinas e brincadeiras sobre o tema para as crianças.

 

Avaliação

É fundamental o processo de avaliação, ponderando o aspecto dos indicadores, ou seja, apurando a quantidade de materiais distribuídos, como também obtendo a impressão dos trabalhadores.

"É preciso seguir, todos os dias, com o mesmo entusiasmo do princípio, e a mesma vigilância indormida, no trabalho a que o Senhor nos conduziu..." Áureo. Amar e servir. Psicografia de Hernani T. San’Anna. Cap. 31