×
SESC

14 Set 2017 17h20

A estrutura da concordância universal em O Evangelho segundo o Espiritismo

Como Kardec mencionou, a codificação é uma obra coletiva¹, característica que constitui uma das razões de sua veracidade, legitimidade e rápida propagação. A codificação desta obra coletiva é construída sob o critério da concordância universal². Em razão disso, surge o interesse no estudo descritivo e quantitativo a respeito dos autores espirituais, componentes da falange do Espírito da Verdade, que participaram da elaboração de O Evangelho segundo o Espiritismo, bem como a respeito de datas das mensagens e cidades de onde advieram.

No quadro abaixo deste texto, podemos identificar que foram quarenta e sete espíritos comunicantes: a) trinta espíritos apresentam um texto cada³; b) oito espíritos, dois textos cada⁴; c) três espíritos, três textos cada⁵; d) dois espíritos, quatro textos cada⁶; e) dois espíritos, seis textos cada⁷; f) um espírito com oito textos⁸ e g) um espírito com doze textos⁹.

Além dessas comunicações com autoria indicada, no capítulo 3, do item 8 a 12, encontramos a autoria não definida, sob a expressão Resumo do ensino de todos os Espíritos superiores.

Foram quinze cidades de onde provieram vieram os textos: a) com um texto, estão Marmande, Poitiers, Alger, Constantine, Karlsruhe, Bruxelas, Genève e Mulhouse; b) com dois, Cracóvia; c) com três, Sens; d) com quatro, Lyon; e) com cinco, Le Havre; f) com vinte e um, Bordeaux e, g) com vinte e seis, Paris.

Não apresentam local de proveniência o prefácio, subscrito pelo Espírito da Verdade; a mensagem de João, bispo de Bordeaux, estampada no capítulo 10, item 17, bem como duas mensagens de Sanson, antigo membro da Sociedade Espírita de Paris, uma no capítulo 5, item 21, e outra no capítulo 11, item 10.

Estas quinze cidades acima representam seis países: a) França, com sessenta e dois textos; b) Argélia e Polônia, com dois textos cada uma e c) Alemanha, Bélgica e Suíça, com três textos cada qual.

Em relação aos anos, as mensagens compreendem o período de 1858 a 1863, e estão assim distribuídas: a) 1858 é a data de uma mensagem; b) 1859 é a data de outra; c) 1860 marca nove mensagens; d) 1861 contém vinte e cinco mensagens; e) 1862, por sua vez, vinte mensagens, e f) 1863 é a data de vinte e duas mensagens.

O prefácio, subscrito pelo Espíritio da Verdade, e a mensagem de François de Geneve, no item 25 do cap. 5, não contêm data grafada.

Com esse mapeamento quantitativo de espíritos comunicantes, cidades, países e datas, é possível verificar a estrutura constitutiva do princípio da concordância universal adotado, junto com o exame racional, em O Evangelho segundo o Espiritismo.

O quadro descritivo e quantitativo está abaixo.



___________________________________________________________________________________________

¹ O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. 1, item 6.

² O Evangelho segundo o Espiritismo, Introdução, item 2.

³ V. Monod; Vianney, cura d’Ars; Um Espírito Israelita; Um Espírito Familiar; Um Espírito amigo; Um anjo Guardião; Uma rainha de França; S. Vicente de Paulo; Miguel; M., Espírito protetor; Lamennais; Luoz, Espírito protetor; Jules Olivier; João Evangelista; Irmã Rosália; Henri Heine, Hannemann; Guia protetor; Georges, Espírito protetor; François de Genève; Ferdinando, Espírito protetor; François-Xavier, Emmanuel; Dufêtre, bispo de Nevers; Delphine de Girardin; Constantino; Bernardin, Espírito Protetor; Cheverus.

⁴ Sanson, Antigo membro da Sociedade Espírita de Paris; Paulo, Apóstolo; Pascal; João, bispo de Bordeaux; Joseph; Cárita; Simeão; Um Espírito protetor;

⁵ Lacordaire; Adolphe, bispo de Alger; François-Nicolas-Madeleine, cardeal Morlot

⁶ Lázaro; Erasto.

⁷ Espírito da Verdade e Fénelon.

⁸ Santo Agostinho.

⁹ São Luís.




Autor Local Ano Capítulo Item Tema
Adolphe
bispo de Argel
Marmande 1862 7 Bem-aventurados os pobres de espírito 12 Orgulho e humildade
1861 12 Amai vossos inimigos 11 O duelo
Bordeaux 13 Não saiba vossa mão esquerda o que dá vossa mão direita 11 A beneficência
Bernardin
Espírito protetor
Bordeaux 1863 5 Bem-aventurados os aflitos 27 Deve-se pôr termo às provas do próximo?
Cárita
martirizada em Roma
Lyon 1861 13 Não saiba vossa mão esquerda o que dá vossa mão direita 13 A beneficência
14
Cheverus Bordeaux 1861 16 Não se pode servir a Deus e às riquezas 11 Emprego da riqueza
Constantino
Espírito protetor
Bordeaux 1863 20 Os trabalhadores da última hora 2 Os últimos serão os primeiros
Delphine de Girardin Paris 1861 5 Bem-aventurados os aflitos 24 A infelicidade real
Dufetre
bispo de Nevers
Bordeaux   10 Bem-aventurados os misericordiosos 18 A indulgência
Elisabeth de France Le Havre 1862 11 Amar o próximo como a si mesmo 14 Caridade para com os criminosos
Emmanuel Paris 1861 11 Amar o próximo como a si mesmo 11 O egoísmo
Erasto
discípulo de S. Paulo
Paris 1863 1 Não vim destruir a lei 11 A nova era
Erasto
anjo guardião do médium
Paris 1863 20 Os trabalhadores da última hora 4 Missão dos espíritas
Erasto Paris 1862 21 Haverá falsos cristos e falsos profetas 9 Características do verdadeiro profeta
Erasto
discípulo de S. Paulo
Paris 1862 21 Haverá falsos cristos e falsos profetas 10 Os falsos profetas da erraticidade
Espírito protetor Cracóvia 1861 11 Amar o próximo como a si mesmo 13 A fé e a caridade
Fénelon Poitiers 1861 1 Não vim destruir a lei 10 A nova era
Sens 1861 5 Bem-aventurados os aflitos 22 Se fosse uma pessoa de bem, teria morrido
Lyon 1860 5 Bem-aventurados os aflitos 23 Os tormentos voluntários
Bordeaux 1861 11 Amar o próximo como a si mesmo 9 A lei de amor
12 Amai vossos inimigos 10 O ódio
Alger 1860 16 Não se pode servir a Deus e às riquezas 13 Emprego da fortuna
Ferdinando
Espírito protetor
Bordeaux 1862 7 Bem-aventurados os pobres de espírito 13 Missão da pessoa inteligente na Terra
François-Xavier Bordeaux 1861 12 Amai vossos inimigos 14 O duelo
François de Genève Bordeaux   5 Bem-aventurados os aflitos 25 A melancolia
François-Nicolas-Madeleine
cardeal Morlot
Paris 1863 5 Bem-aventurados os aflitos 20 A felicidade não é deste mundo
17 Sede perfeitos 8 A virtude
9 Superiores e inferiores
Georges
Espírito protetor
Paris 1863 17 Sede perfeitos 11 Cuidar do corpo e do Espírito
Guia protetor Sens 1862 13 Não saiba vossa mão esquerda o que dá vossa mão direita 19 Benefícios pagos com ingratidão
Hahnemann Paris 1863 9 Bem-aventurados os mansos e pacíficos 10 A cólera
Henri Heine Paris 1863 20 Os trabalhadores da última hora 3 Os últimos serão os primeiros
Irmã Rosália Paris 1860 13 Não saiba vossa mão esquerda o que dá vossa mão direita 9 Caridade material e caridade moral
João Bordeaux 1861 13 Não saiba vossa mão esquerda o que dá vossa mão direita 16 A beneficência
João
bispo de Bordeaux
? 1862 10 Bem-aventurados os misericordiosos 17 A indulgência
João
O Evangelista
Paris 1863 8 Bem-aventurados os puros de coração 18 Deixai vir a mim as criancinhas
Joseph
Espírito protetor
Bordeaux 1863 10 Bem-aventurados os misericordiosos 16 A indulgência
1862 19 A fé transporta montanhas 11 A fé, mãe da esperança e da caridade
Jules Olivier Paris 1862 12 Amai vossos inimigos 9 A vingança
Lacordaire Havre 1863 5 Bem-aventurados os aflitos 18 Bem e mal sofrer
Constantine 1863 7 Bem-aventurados os pobres de espírito 11 Orgulho e humildade
16 Não se pode servir a Deus e às riquezas 14 Desprendimento dos bens terrenos
Lamennais Paris 1862 11 Amar o próximo como a si mesmo 15 Deve-se expor a vida por um mal feitor?
Lázaro Paris 1861 9 Bem-aventurados os mansos e pacíficos 6 Afabilidade e doçura
1863 8 Obediência e resignação
1862 11 Amar opróximo como a simesmo 8 A leide amor
1863 17 Sede perfeitos 7 O dever
Luoz
Espírito protetor
Karlsruhe 1861 21 Haverá falsos cristos e falsos profetas 11 Jeremias e os falsos profetas
M.
Espírito protetor
Bruxelas 1861 16 Não se pode servir a Deus e às riquezas 10 A verdadeira propriedade
Miguel Bordeaux 1862 13 Não saiba vossa mão esquerda o que dá vossa mão direita 17 A piedade
O Espírito da Verdade ? ? Prefácio
Paris 1860 6 O Cristo Consolador 5 A vinda do Espírito de Verdade
6
Bordeaux 1861 7
Le Havre 1863 8
Paris 1862 20 Os trabalhadores da última hora 5 Os obreiros do Senhor
Pascal Sens 1862 11 Amar o próximo como a si mesmo 12 O egoísmo
Genève 1860 16 Não se pode servir a Deus e às riquezas 9 A verdadeira propriedade
Paulo
Apóstolo
Lyon 1861 10 Bem-aventurados os misericordiosos 15 Perdão das ofensas
Paris 1860 15 Fora da caridade não há salvação 10 Fora da caridade não há salvação
Sanson
Antigo membro da Sociedade Espírita de Paris
? 1863 5 Bem-aventurados os aflitos 21 Perda de pessoas amadas.
Mortes prematuras
? 11 Amar o próximo como a si mesmo 10 A lei de amor
Santo Agostinho Paris 1862 3 Há muitas moradas na casa de meu Pai 13 Mundos de expiações e provas
  16 Mundos regeneradores
  19 Progressão dos mundos
1863 5 Bem-aventurados os aflitos 19 O mal e o remédio
1862 12 Amai vossos inimigos 12 O duelo
Bordeaux 1861 12 Amai vossos inimigos 15 O duelo
Paris 1862 14 Honrai vosso pai e vossa mãe 9 A ingratidão dos filhos e os laços de família
1861 27 Pedi e obtereis 23 Alegria que vem da prece
São Luís Paris 1859 4 Ninguém poderá ver o Reino de Deus se não nascer de novo 24 Limites da encarnação
25 Necessidade da encarnação
1860 5 Bem-aventurados os aflitos 28 É permito abreviar a vida de um enfermo que sofra sem esperança de cura?
29 Sacrifício da própria vida
30
31 Proveito dos sofrimentos para os outros
10 Bem-aventurados os misericordiosos 19 É permitido repreender os outros, notar as imperfeições dos outros, divulgar o mal dos outros?
20
21
13 Não saiba vossa mão esquerda o que dá vossa mão direita 20 Beneficência exclusive
16 Não se pode servir a Deus e às riquezas 15 Transmissão de riqueza
Bordeaux 1861 21 Haverá falsos cristos e falsos profetas 8 Os falsos profetas
S. Vicente de Paulo Paris 1858 13 Não saiba vossa mão esquerda o que dá vossa mão direita 12 A beneficência
Simeão Bordeaux 1862 10 Bem-aventurados os misericordiosos 14 Perdão das ofensas
1863 18 Muitos os chamados, poucos os escolhidos 16 Por suas obras se reconhece o cristão
Uma rainha de França Le Havre 1863 2 Meu reino não é deste mundo 8 Uma realeza terrena
Um Anjo Guardião Paris 1863 5 Bem-aventurados os aflitos 26 Provas voluntárias. O verdadeiro cilício
Um Espírito Amigo Le Havre 1862 9 Bem-aventurados os mansos e pacíficos 7 A paciência
Bordeaux 1862 18 Muitos os chamados, poucos os escolhidos 13 Dar-se-á àquele que tem
Um Espírito Familiar Paris 1860 13 Não saiba vossa mão esquerda o que dá vossa mão direita 18 Os órfãos
Um Espírito Irsaelita Mulhouse 1861 1 Não vim destruir a lei 9 A nova era
Um Espírito Protetor Bordeaux 1861 8 Bem-aventurados os puros de coração 19 Deixai vir a mim as criancinhas
1863 9 Bem-aventurados os mansos e pacíficos 9 A cólera
1861 12 Amai vossos inimigos 13 O duelo
Lyon 1860 13 Não saiba vossa mão esquerda o que dá vossa mão direita 10 Caridade material e caridade moral
1861 15 A beneficência
Cracóvia 1861 16 Não se pode servir a Deus e às riquezas 12 Emprego da riqueza
Bordeaux 1863 17 Sede perfeitos 10 A pessoa no mundo
Paris 19 A fé transporta montanhas 12 A fé divina e a fé humana
Vianney
cura d'Ars
Paris 1863 8 Bem-aventurados os puros de coração 20 Bem-aventurados os que possuem os olhos fechados
V. Monod Bordeaux 1862 27 Pedi e obtereis 22 Maneira de orar