×
SESC

17 Set 2017 12h34

O presente de Jesus

Autora: Nísia Anália
Personagens: Luana, Letícia, Júnior, Rogério, Lívia, duas criancinhas, Amor, Narrador, Mara, Dona Joana, Sr. Túlio

Cenário: Uma praça toda enfeitada para o Natal. No meio da mesma, deverá ter uma enorme caixa, embalada lindamente para presente.


(Ao iniciar a peça coloca-se uma música suave, por alguns segundos, suspense no ar. A seguir entram duas meninas conversando alegremente)

Luana: Letícia, veja como a praça está linda! Toda colorida!...
Letícia: É mesmo Luana, eu adoro quando se aproxima o dia do Natal.
Luana: A cidade fica muito mais bonita!
Letícia: (Vendo a enorme caixa) – Ei! Para quem será esse presente? Ele não estava aqui antes.
Luana: Nossa, que lindo!!! O que será que tem aí dentro?
Letícia: Nem imagino! Mas, quem ganhar um presentão desse ficará muito feliz!
Luana: É... bem que poderia ser eu.

(Nesse momento entram dois meninos)

Júnior: Oi Letícia, oi Luana, tudo bem?
As duas: Olá, tudo bem.
Rogério: O que vocês estão fazendo aqui?
Letícia: Estávamos olhando esse enorme presente.

(Os meninos viram-se e veem a caixa)

Júnior: Nossa! Que grandão!!!
Rogério: Qual o pai ou a mãe que teve dinheiro para comprar um presente tão grande?
Júnior: De quem é ele?
Luana: É o que queremos saber.
Rogério: Vocês não sabem?
Júnior: Não viram quem o deixou aqui?
Letícia: Não. Quando chegamos ele já estava aqui.

(Nesse momento entra uma menina com duas criancinhas)

Lívia: Olá pessoal, olhando a beleza da praça?
Rogério: Mais ou menos.
Lívia: Por que mais ou menos?
Júnior: Estamos tentando descobrir de quem é esse presente enorme!
Lívia: (Assustando-se) – Que maravilha! Qual de vocês o ganhou?
Luana: Nenhum de nós.
Lívia: Como assim?
Letícia: Nós não sabemos de quem é ele, quando chegamos o encontramos aqui.
Lívia: (Observando) – Vejam, tem um cartão enorme pendurado nele. Será que é falta de educação nós olharmos?
Rogério: Pode ser, mas...
Luana: Mas, quem sabe alguém o deixou aqui porque perdeu o endereço?
Júnior: É, e se soubermos poderemos entregá-lo.
Lívia: Isso mesmo! Deixe-me ver então.

(Retira o cartão sob a curiosidade de todos. Lê silenciosamente e fica com ar assustado)

Letícia: O que houve Lívia? De quem é o presente?
Lívia: O presente é... é nosso!!!
Todos: Nosso?
Lívia: Sim, ouçam o que está escrito:
Este presente é endereçado a todas as crianças do mundo!
Com Amor.
Júnior: Quem assinou?
Lívia: Não tem assinatura.
Luana: Se é para todas as crianças, é nosso também.
Rogério: Vamos abri-lo?
Todos: Vamos!

(Começam a desamarrar, lentamente, a caixa. Coloca-se uma música suave. Quando acabam de desamarrar, os lados da caixa deverão cair de uma vez. Dentro haverá uma pessoa, sentada, representando o amor. As crianças se assustam e vão se assentando lentamente, enquanto o amor irá levantando-se. Ao terminar, ele olha para as crianças e começa a cantar – ou declamar, caso não conheçam, a música sugerida: Jesus Gosta de você, de Delmer /Goiânia – ou pode-se utilizar outra música, com o mesmo sentido)

Jesus gosta de você
Jesus quer o seu amor,
Seja branco ou amarelo,
Seja como você for.

É o amor sem distinção
Ele só olha o coração
Ele só quer que você
Ame o seu irmão!!!

Jesus gosta de você.

Amor: (Ao terminar a música): Olá, queridas crianças, que Jesus O grande aniversariante do Natal ampare a todos vocês!
Todos: Quem é você.

Amor:
Eu estou aqui representando o amor. Sou o presente enviado, por Jesus a toda humanidade neste Natal, pois é de amor que toda humanidade está precisando para ser mais feliz. Jesus, me enviou a vocês crianças, pois Ele confia muito em cada uma de vocês. Ele sabe que os seus coraçõezinhos querem: paz, esperança, alegria, fraternidade, caridade...
Sou o amor, a essência de todas essas virtudes. Quem ama seus irmãos, traz dentro de si a paz, a alegria, a fraternidade e a caridade...
Vamos crianças, vamos neste Natal deixar que Jesus nasça em nossos corações e veremos um mundo mais bonito e mais feliz.
Eu, amor, estarei ao lado de cada uma de vocês. Inspirarei em seus corações à prática da fraternidade. Vocês não me verão, mas estarei presente... Serei o amor-caridade, o amor-esperança, o amor-confiança e fé nas horas necessárias. Mas, não se esqueçam: coloquem amor, muito amor dentro de cada um de vocês. Saibam mais uma vez que: (canta)
Jesus gosta de você...

(Vai se afastando lentamente e sai de cena. As crianças vão se levantando à medida que falam)

Rogério: Meu Deus! Vocês viram o que vi?
Lívia: Claro que sim!
Júnior: Foi lindo!
Luana: Então o presente que Jesus nos enviou foi o amor?
Letícia: Sim, Ele sabe que realmente precisamos é de amor.
Rogério: Jesus confia em nós.
Lívia: Sim, não podemos decepcioná-lo.
Júnior: Mas, como? Como podemos praticar o amor?
Letícia: Não se esqueçam, ele disse que estará ao nosso lado.
Luana: Está na hora de irmos embora...
Lívia: Está mesmo. Nossos pais já devem estar preocupados. Tenho que levar meus irmãozinhos para a mamãe.
Rogério: Vamos, amanhã nos encontramos aqui, certo?
Todos: Certo! Até amanhã.

(Saem de cena)

Narrador: Vocês viram o presente de Natal que Jesus enviou para as crianças? É o amor. Como está o amor dentro de cada um de vocês? E aquelas crianças, será que aprenderão a lição do amor? Vejamos!!!!

(Nesse momento entra uma menina bem pobre. Começa a olhar a praça, depois senta-se e começa a chorar. Entra Lívia)

Lívia: (Ao ver a menina) – Ei, quem é você?

(Mara levanta a cabeça e continua a chorar)

Lívia:
Por que você está chorando? Fala para mim!

(Nesse momento entra o amor, representando ao Amor-caridade. Fica parado como a inspirar em Lívia o sentimento de caridade. Caracterizar com uma faixa ou outra forma apropriada)

Mara: (Levantando-se) – É época de Nata!
Lívia: É sim, isso é muito bom!
Mara: Bom? Bom para você.
Lívia: Por quê?
Mara: Nessa época todas as crianças ganham presentes. E eu não. Minha pobre mãe, coitada! Não pode comprar nenhum presente para mim. Ah! Eu gostaria tanto de ganhar uma boneca!
Lívia: (Decidida) – Então não chora mais, pois eu vou lhe dar uma!!!
Mara: (Pulando de alegria) – Você fala sério?
Lívia: Claro, venha comigo. Eu tenho duas, vou lhe dar uma.

(As duas se abraçam e saem. O amor sai, acompanhando-as)

Narrador: O Natal de Mara foi mais feliz, porque o sentimento de caridade tocou o coração de Lívia. E o seu?

(Nesse momento entra uma senhora, senta-se e fica pensativa. A seguir entra Luana e Letícia)

Luana: Olá Dona Joana, como a senhora está?
D. Joana: Ah! Minha filha, estou muito triste!

(Entra o Amor-esperança)

Letícia: O que aconteceu?
D. Joana: Andei o dia todo procurando trabalho e não consegui nenhum. Preciso tanto trabalhar, mas onde?
Luana: Bem que eu gostaria de ajudar, mas...
Letícia: Luana, hoje eu ouvi a mamãe dizendo que precisava de alguém para ajudá-la.
Luana: É mesmo!
D. Joana: Oh! Minha filhas, quem sabe eu consigo um emprego. Começo a ter novamente uma esperança...
As duas: (Segurando-lhe as mãos) – Venha, vamos ajudá-la.

(Saem de cena, acompanhadas do Amor-esperança)

Narrador: Dona Joana conseguiu o emprego e a esperança voltou a viver em seu coração. E no de vocês?

(A seguir entra Rogério e Júnior, segurando as mãos de seu pai, homem elegantemente vestido)

Sr. Túlio: Amanhã será noite de Natal!
Rogério: Sim, é uma noite muito bonita.
Sr. Túlio: Eu estava pensando em dar uma grande festa para o povo, aqui nessa praça.

(Entra o Amor -fé e confiança)

Júnior: Uma festa?
Sr. Túlio: Sim, uma grande festa.
Rogério: Papai, Natal não é o aniversário de Jesus?
Sr.Túlio: É... é claro que é.
Júnior: Então, por que não nos reunimos para orarmos a Jesus pelo seu aniversário?
Rogério: Isso mesmo! Podemos fazer uma noite dedicada a Jesus!
Sr. Túlio: Sabe que eu não havia pensado nisso? Mas vocês tem razão. Nós estamos precisando é de muita fé e confiança. Nos reuniremos sim, não apenas para uma festa comum, mas para uma festa especial, uma festa realmente dedicada a Jesus. Vamos, vamos meus filhos, vamos preparar tudo. Será muito bom!

(Saem de cena, acompanhados pelo Amor -fé e confiança)

Narrador: E na noite de Natal, todos se reuniram naquela linda praça, para comemorarem um Natal diferente, um Natal em que Jesus seria realmente lembrado.

(Ao som de uma música de Natal, todos os participantes da peça vão entrando, cumprimentando-se e a seguir sentando, ficando de pé apenas o Sr, Túlio, que começa a falar):

Sr.Túlio: Meus amigos. Queridas crianças, lembremo-nos nesse dia tão especial, do aniversariante da noite: JESUS CRISTO. Recordemos que:

Um dia a Terra estava,
Assim como ao léu,
Todos andavam e pareciam
Muito esquecidos do céu.

E a Estrela das Estrelas
Percebeu que era a hora
De aqui na Terra
Vir, sem mais demora!

E a Estrela se fez criança
Com sua imensa Luz,
Pois entre os homens nasceu
O nosso menino Jesus!!!

(Levatam-se: Luana, Letícia, Júnior, Rogério e Lívia e falam):

Natal é o aniversário de Jesus,
Tempo de paz, ternura e amor.
As vibrações se elevam
Como o perfume de uma flor!

(Todos falam juntos):

Um dia, não muito longe,
Natal será todos os dias,
Porque a humanidade
Viverá em plena harmonia!!!

(O Amor se aproxima e fala para o público)

Amor: Nesse Natal, lembrem-se do verdadeiro aniversariante, da Estrela das Estrelas. Lembrem-se de seu maior ensinamento: O AMOR. Não se esqueçam de que Jesus gosta de vocês!! De cada um de vocês!!!

(Todos cantam a música: Jesus gosta de você e/ou outra com o mesmo sentido)