×
SESC

05 Set 2017 12h23

DEUS

 A Inteligência Suprema

“Que é Deus?
Deus é a inteligência suprema, causa primária de todas as coisas”   
“Deus é, pois, a inteligência suprema e soberana, é único, eterno, imutável, imaterial, onipotente, soberanamente justo e bom, infinito em todas as perfeições, e não pode ser diverso disso.”
(Allan Kardec. A gênese. FEB. 19. ed., p. 60).

A Natureza Divina
" Pode o homem compreender a natureza íntima de Deus?
Não; falta-lhe para isso o sentido.

Será dado um dia ao homem compreender o mistério íntimo de Deus?
Quando não mais tiver o espírito obscurecido pela matéria.  Quando, pela sua perfeição, se houver aproximado de Deus, ele o verá e compreenderá."
(Allan Kardec. O livro dos Espíritos. FEB. 33.ed., perg. 10-11)


A Existência de Deus

“Onde se pode encontrar a prova da existência de Deus?
Num axioma que aplicais às vossas ciências. Não há efeito sem causa.
Procurai a causa de tudo o que não é obra do homem e a vossa razão responderá.
Para crer-se em Deus, basta se lance o olhar sobre as obras da Criação.
O Universo existe, logo em uma causa. Duvidar da existência de Deus é negar que todo efeito tem uma causa e avançar que o nada pôde fazer alguma coisa [...].”

Atributos da Divindade

“Sem o conhecimento dos atributos de Deus, impossível seria compreender-se a obra da criação. Esse o ponto de partida de todas as crenças religiosas e é por não se terem reportado a isso, como o farol capaz de as orientar, que a maioria das religiões errou em seus dogmas. As que não lhe atribuíram soberana bondade fizeram dele um Deus cioso, colérico, parcial e vingativo.[...]”
Deus é a suprema e soberana inteligência.
Deus é eterno.
Deus é imutável.
Deus é imaterial.
Deus é onipotente.
Deus é soberanamente justo e bom.
Deus é infinitamente perfeito.
Deus é único."
(Allan Kardec. A gênese. FEB.19. ed., p. 56-60). 

A Providência Divina
"A providência é a solicitude de Deus para com as suas criaturas. Ele está em toda parte, tudo vê, a tudo preside, mesmo às coisas mais mínimas. É nisto que consiste a ação providencial."
(Allan Kardec. A gênese. FEB. 19. ed., p. 60).

A mente Paternal de Deus
"[...] o Universo inteiro vive mergulhado e penetrado pelo fluido cósmico e vivificador que dimana da Mente Paternal de Deus.
Como já foi dito, é no Eterno Pai que somos e vivemos. Ele é nossa vida e nossa luz, nossa essência e nossa destinação. DEle recebemos o dom do racioncínio e do movimento, da consciência e da vontade. Ele é a alma de nossa alma, a substância de nosso ser. Existimos e evoluimos para conhecê-Lo, amá-Lo e nEle nos realizarmos na plenitude do Espírito, que é felicidade e harmonia, amor e poder.
Através das eras incontáveis e das inúmeras transformações evolutivas que experimentamos, Seu Divino Amor nos guia e sustenta, no carinho e na lucidez da Sua Justiça Misericordiosa e da Sua Ilimitada Bondade.
Infinito em Sua Solicitude, Ele não cessa de se mostrar a nós, Seus filhos, todos os dias, a todas as horas e em todas as situações, no sol da manhã e nas estrelas da noite, na imponência dos desertos e na placidez dos oásis, na doçura das fontes e na grandeza dos mares, no milagre dos nascimentos e no mistério das mortes.[...]
Somos, por isso, de Deus, como tudo é de Deus, porque nós, como tudo, dEle provimos e dEle nos sustentamos. Ao malbaratarmos os bens da vida, depredamos o que é do Pai Celeste, que, todavia, nos tolera e nos ensina pacientemente a usar a herança que Ele nos destinou ao nos criar, até que aprendamos, com os recursos do tempo e da experiência, a assumir e a exercer definitivamente o Principado Espiritual, no seu Reino Divino."
(Áureo. Universo e Vida. FEB. 4.ed., p.101-102)